Trombose Venosa

O que é trombose venosa?

A trombose venosa profunda dos membros inferiores é uma das principais questões de saúde pública. O problema envolve a presença de um trombo (produto final da coagulação sanguínea) dentro de uma veia.

Os sintomas da trombose venosa profunda incluem dor na perna, aumento de sensibilidade, inchaço, sensação de peso ou febre.

O exame de doppler colorido é uma das formas de diagnóstico da trombose venosa, de maneira não invasiva.

Como ocorre a trombose venosa?

São três as causas da trombose venosa: alterações no fluxo sanguíneo, anormalidade no sangue ou lesão nas paredes da veia.

As chances de ter trombose venosa profunda aumentam diante de fatores de risco como: tumores malignos, cirurgias, acidentes, idade, trombose venosa prévia, veias com varizes e sedentarismo.

Pessoas imobilizadas por problemas de saúde ou mesmo durante viagens longas (de carro ou avião) sofrem com uma circulação sanguínea mais lenta nas veias da panturrilha, o que favorece a formação de trombos nas válvulas que compõem essas veias.

Fatores de risco associados também aumentam as chances de desenvolver trombose venosa. Os períodos de gestação e pós-parto (principalmente no caso de cesarianas) merecem especial atenção por conta disso. Contraceptivos orais são outro fator central. Seu risco diminui logo após a interrupção do uso.

A relação entre trombose venosa e anomalias anatômicas pode ser vista em pacientes com a síndrome de May-Thurner. Essa compressão da veia ilíaca esquerda pela artéria ilíaca direita sobre a quinta vértebra lombar é mais comum entre mulheres. A síndrome provoca inchaço e aumento da pressão venosa no membro inferior esquerdo e está ligada à sensação de peso e dor.

Tratamento para trombose venosa

A finalidade do tratamento para trombose venosa profunda é diminuir os sintomas, prevenir o aumento e recorrência do trombo, além de evitar a síndrome pós-trombótica e a embolia pulmonar (quando o trombo se solta e vai parar no pulmão).

O uso de produtos anticoagulantes é a principal forma de cuidar da trombose venosa. Os medicamentos são administrados por via venosa, subcutânea ou oral. Em situações isoladas, pode ser preciso fazer cirurgia para desobstruir as veias com trombos.

Um dos impactos da trombose venosa é o desenvolvimento da síndrome pós-trombótica. Essa condição provoca sintomas como inchaço, sensação de peso, dor, hiperpigmentação e úlcera. Vestir meias elásticas ajuda a minimizar o desconforto.